PRP Plasma Gel Protocolo de Obtenção para uso em procedimentos estéticos

  • Renato Rossi Junior
  • Camila Leal Rossi
  • Adriana Leal Rossi
  • Bianca Rossi de Souza
Palavras-chave: plasma rico em plaquetas, preenchedores dérmicos, estética

Resumo

O objetivo do presente artigo foi apresentar um protocolo de obtenção de derivados plaquetários que permite a sua utilização em procedimentos estéticos faciais. Métodos: O Plasma Rico em Plaquetas (PRP) foi obtido a partir da coleta de sangue em 6 tubos de 10 ml BD Vacutainer® de Citrato de Sódio Tamponado 0,109 mol/L que foram centrifugados a 150G por 15 minutos. A seguir foi coletada a porção amarela de cada tubo e o conteúdo obtido dividido em dois tubos (Tubo Vacuette®, 9 ml, Greiner Bio-One International, sem aditivos) que foram centrifugados novamente a 300 g por 5 minutos. Uma porção do plasma de 60% do volume do tubo foi aspirada em seringa de 3 ml e colocada em um aquecedor de seringas (APAG, Silfradent) a 75ºC por 15 minutos para obtenção do gel de plasma. A porção restante foi gentilmente agitada para ressuspender as plaquetas no plasma restante formando assim Plasma Rico em Plaquetas concentrado. O PRP Plasma Gel foi obtido mesclando o Gel de Plasma aquecido com o concentrado de PRP na proporção de 1:1, 2:1 e 3:1 para conseguir densidades diferentes de gel adequadas a indicação estética. Discussão: O PRP Plasma Gel produzido usando o protocolo 5G é uma alternativa prática ao uso de preenchedores comerciais em algumas áreas faciais. Os fatores de crescimento do concentrado plaquetário, seus fatores angiogênicos e a fibrina promovem o rejuvenescimento do tecido, reparando as fibras e células perdidas pelo envelhecimento. Conclusão: O uso do PRP Plasma Gel obtido pelo protocolo proposto é um procedimento simples, seguro e acessível a um maior número de pacientes promovendo uma melhora progressiva da pele.

Publicado
2020-09-14
Como Citar
Rossi Junior, R. ., Leal Rossi, C. ., Leal Rossi, A. ., & Rossi de Souza, B. . (2020). PRP Plasma Gel Protocolo de Obtenção para uso em procedimentos estéticos. AESTHETIC OROFACIAL SCIENCE, 1(1), 1-8. https://doi.org/10.51670/ahof.v1i1.9